Paróquia Nossa Senhora Mãe da Divina Providência

A Confiança - o ápice da Misericórdia

06/05/2014 11:01

 

 

(Por Ana Cristina Lopes)

            A confiança é a Essência, a alma deste culto é a condição necessária para receber  as graças: As “graças são colhidas do meu coração único com o único vaso que é a confiança”. (D. 1578)

             Inclusive Jesus se faz dependente da confiança para agir na vida da alma.

            “Eu me faço dependente da Tua confiança, se ela for grande a minha generosidade não terá limites” (D. 548)

            É a confiança a única exigência que faz a misericórdia para realizar em nossas vidas as promessas de Deus.

            Se alguém perguntar o que devemos  confiar a Jesus, a resposta é: TUDO.

            “Confia tudo a mim e não faças nada por tua conta” (D.1685)

            Quem confia não irá experimentar a decepção:

            “É mais fácil que o céu e a terra se transformem em nada do que a misericórdia deixar de envolver uma alma confiante” (D. 1777)

            (Misericórdia miséria do coração)

Na miséria humana

             “O fonte inesgotável da misericórdia divina, derramai-vos sobre nós. A Vossa bondade não tem limites. Confirmai, ó Senhor, a força da Vossa misericórdia sobre o abismo da minha miséria, porque a Vossa compaixão não conhece limites. A Vossa misericórdia é incomparável e inatingível e assombra a mente dos homens e dos anjos”. (D.819)

             A Divina Misericórdia é uma devoção religiosa católica de origem Polonesa cuja divulgação se deve a Santa Faustina Kawalska, que é considerada uma das grandes místicas da Igreja Católica.

Festa da Divina Misericórdia

            O Papa João Paulo II, em maio de 2000 instituiu a Festa da Divina Misericórdia para a toda Igreja, decretando que a partir de então, o segundo Domingo da Páscoa passasse a se chamar Domingo da Divina Misericórdia.

Pesquisar no site

Contato

Equipe de Comunicação